segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

O Teu Riso - Pablo Neruda



Tira-me o pão, se quiseres, 

tira-me o ar, mas 
não me tires o teu riso. 

Não me tires a rosa, 
a flor de espiga que desfias, 
a água que de súbito 
jorra na tua alegria, 
a repentina onda 
de prata que em ti nasce. 

A minha luta é dura e regresso 
por vezes com os olhos 
cansados de terem visto 
a terra que não muda, 
mas quando o teu riso entra 
sobe ao céu à minha procura 
e abre-me todas 
as portas da vida. 

Meu amor, na hora 
mais obscura desfia 
o teu riso, e se de súbito 
vires que o meu sangue mancha 
as pedras da rua, 
ri, porque o teu riso será para as minhas mãos 
como uma espada fresca. 

Perto do mar no outono, 
o teu riso deve erguer 
a sua cascata de espuma, 
e na primavera, amor, 
quero o teu riso como 
a flor que eu esperava, 
a flor azul, a rosa 
da minha pátria sonora. 

Ri-te da noite, 
do dia, da lua, 
ri-te das ruas 
curvas da ilha, 
ri-te deste rapaz 
desajeitado que te ama, 
mas quando abro 
os olhos e os fecho, 
quando os meus passos se forem, 
quando os meus passos voltarem, 
nega-me o pão, o ar, 
a luz, a primavera, 
mas o teu riso nunca 
porque sem ele morreria. 




Pablo Neruda

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Gelo Negro- Resenha

Titulo: Gelo Negro

Editora: Intrínseca

Autor (a): Becca Fitzpatrick

Paginas: 304

Sinopse: Britt Pfeiffer passou meses se preparando para uma trilha na Cordilheira Teton, um lugar cercado por natureza e cheio de mistérios. Antes mesmo de chegar à cabana nas montanhas, ela e a melhor amiga, Korbie, enfrentam uma nevasca avassaladora e são obrigadas a abandonar o carro e procurar ajuda. As duas acabam sendo acolhidas por dois homens atraentes e imaginam que estão em segurança. Os homens, porém, são criminosos foragidos e as fazem reféns. Para sobreviver, Britt precisará enfrentar o frio e a neve para guiar os sequestradores na descida das montanhas. Durante a arriscada jornada em meio à natureza selvagem, um dos homens se mostra mais romântico do que perigoso, e Britt acaba se deixando envolver. Será que ela pode confiar nele? Sua vida dependerá dessa resposta.
Confesso que me segurei bastante para ler esse livro. Queria desapegar um pouco desse gênero, mas ele me persegue, e se eu não tivesse lido, teria perdido uma historia fantástica. 
Já tinha ouvido falar na autora e em suas obras ( Hush Hush), mas nunca tinha lido nada dela, então não sabia o que esperar de sua escrita. Optei por não ler nenhuma resenha antes de iniciar a leitura. E que leitura!
     Fiquei tao surpreendida com a escrita da autora que mesmo depois de alguns dias de ter lido o livro, não tirava os personagens da cabeça. Minha atenção ficou bastante voltada com o desenrolar da historia, com as descobertas da personagem, e confesso não ter simpatizado com ela.
Outra coisa bem marcante foi como a autora desenrolou e entrelaçou tantos temas na historia que podemos ver o contraste em varias coisas que acontecem hoje.

     Britt sempre foi protegida pelos homens de sua vida, perdeu a mãe muito cedo, então cresceu uma garota mimada e amada por todos.
     Depois de terminar o ensino médio, seu namorado termina com ela sem dá a menor explicação e deixa sua vida bastante mexida. Para provar que já superou seu ex e mostrar que é forte e durona o bastante, ela resolve passar suas ferias com sua amiga na Cordilheira Tetom, um lugar misterioso que renderia bastantes aventuras.
     Elas só não esperavam que aquelas ferias seriam uma tremenda enrascada, á caminho da cabana dos pais de sua amiga, Korbie, uma grande nevasca as pega de surpresa deixando-as impossibilitadas de seguir caminho. Sem saber exatamente onde estavam, elas resolveram abandonar o carro e procurar ajuda nas montanhas. Acabam encontrando uma cabana e dois homens atraentes e muito atenciosos que as acolheram e ofereceram comida. Mas mal sabia elas que corriam mais perigo dentro da cabana do que lá fora na nevasca. Os homens logo mostraram suas verdadeiras intenções, eram assassinos procurados pela policia, e queriam á ajuda delas para saírem da montanha sem serem vistos. Um deles se mostrava está do lado delas, e ao mesmo tempo não.  O medo toma conta das duas, e as coisas só pioram! Como iriam escapar dessa? Sera que era conveniente aceitar a ajuda de um bandido? Como poderia confiar nele? 

Um outro fato que chamou bastante minha atenção, foram as outras historias que aparecem no inicio do livro, antes da historia da Britt ser contada. Eram historias que com o desenrolar e as descobertas ficava muito evidente que Britt teria o mesmo destino. Mas Britt é uma personagem inteligente e determinada, confesso que as vezes dava vontade de enfiar a cabeça dela no gelo. Mas não vou desmerece-la, é realmente uma personagem de personalidade forte e com muita força de vontade. Gostei da forma como a autora retratou ela, uma garota indefesa e protegida por todos carregando uma carga tao pesada nas costas de salvar sua vida e de sua amiga e ainda guiar dois criminosos. 
     Suspense é uma palavra que descreveria muito bem os capítulos desse livro, cada capitulo vinha com uma coisa nova, um novo fato para ser descoberto. 
     Não gostei muito do romance fantasioso que acabou acontecendo, mas depois cai no gosto e deixei a historia rolar. 
     Com certeza superou todas as minha expectativas. Ate o final fiquei de boca aberta, é realmente surpreendente como a autora aborda a misoginia de uma forma que particularmente nem sequer imaginava que tinha, e aparece explicita no final do livro. Não só esse tema, mas também o crescimento pessoal da personagem, os relacionamentos com a família, as amizades, os seus limites e outros temas. 
     A autora deixa uma reflexão nessa historia, é de realmente pensar até que ponto o ser humano é capaz de chegar para mostrar sua superioridade. Super recomendo a leitura! 

Bom pessoal, espero que tenham gostado e curtido a leitura da resenha! Beijos! 

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Fênix: A Ilha - Resenha

Titulo: Fênix: A Ilha

Autor: John Dixon

Editora: Novo Conceito

Ano: 2014

Sinopse: Sem telefone. Sem sms. Sem e-mail. Sem TV. Sem internet. Sem saída. Bem-vindo a Fênix: A Ilha. Na teoria, ela é um campo de treinamento para adolescentes problemáticos. Porém, os segredos da ilha e sua floresta são tão vastos quanto mortais. Carl Freeman sempre defendeu os excluídos e sempre enfrentou, com boa vontade, os valentões. Mas o que acontece quando você é o excluído e o poder está com aqueles que são perversos?

Como disse em outro post que fiz aqui, me interessei por esse livro por conta da capa e da sinopse, me lembrava muito um gênero de distopia, que gosto bastante! Então vamos saber mais um pouco desse livro que deixou com gostinho de quero mais.


Resenha: Carl Freeman, um adolescente de 16 anos , campeão nacional de boxe e órfão.
Após perder a mãe, Carl se mete em varias brigas para defender os mais frágeis, passando por incontatáveis juízes e reabilitações, assim sendo descartado da sociedade, Carl é mandado para a Ilha Fênix. 

[...] Isso é o que eu faço, Carl. E um dia, quando crescer, caberá a você protegê-las, todas as pessoas que não sabem se defender sozinhas. Um bom homem não se entrega ao medo quando há trabalho a fazer e alguém precisa dele.


Com um temperamento forte e espirito de "herói", Carl sempre se ferrava na vida, ele era o tipo de garoto que sempre defendia os indefesos(mesmo sem os conhece-los), em sua ultima briga, seu adversário vai parar no hospital. Então é ai que a historia começa, o juizado de menor o manda para Fênix: A Ilha, um lugar para adolescentes rejeitados pela sociedade, e é nesse lugar que sua vida muda para sempre. 

- A Ilha Fênix, finalmente. Um recomeço. Sua chance de um futuro.


  A Ilha fênix era um campo de treinamento de estilo militar. Os adolescentes, tanto homens quanto mulheres, eram obrigados a permanecer na ilha até seu 18° aniversario. O que era para ser uma segunda chance para Carl, acaba sendo o inferno na terra. 

-Qual o problema, seus delinquentes? Vão se comportar de maneira ordenada e andar em boa velocidade, e vão formar quatro filas quando eu mandar , e, se eu ouvir alguém fala, vou queimar o pirralho como o guimba de cigarro até não sobrar nem fumaça no vento!


 Na ilha, Carl conhece pessoas legais, que acabam virando seus melhores amigos, Ross, um garoto bem esperto e sarcástico, Octávia, uma garota de olhos cinzas por quem Carl se apaixona, ou tem forte atracão (não conseguia descobrir os sentimentos dele as vezes). Como personagem secundário e muito importante o Ancião, um cara louco das ideias e de planos lunáticos e misteriosos. 
A maioria das paginas são de longas narrativas, só na ausência de Carl entra o ponto de vista de Octávia, que eram bem curtos. 
Cada capitulo tem o desenho de uma arvore, e em cada pagina tem galhos perto da numeração das paginas, o que deixa o livro com a cara do enredo. 
Não sei ao certo o gênero do livro, mas acredito que seja de aventura, distopia e ficão cientifica. 

Minha Opinião: Não conseguia largar esse livro por um minuto, ele começa bem fraquinho como qualquer outra historia, mas depois que os segredos da ilha começam a ser revelados, é quase impossível abandona-lo. Teve algumas partes bem monótonas, normal a meu ver. 

Não recomendo esse livro para quem tem estômago fraco e que não gosta de muita violência, quando as coisas começam a ficar serias, as cenas de torturas são bem pesadas, em algumas partes fiquei de boca aberta e muito surpresa com a escrita do autor, de levar uma literatura juvenil comum à um suspense bem carregado. Mas se você não tem problemas com isso, então recomendo a leitura desse livro, muito bem escrito e cheios de surpresas que podem e não podem agradar a todos. 

Bom, é isso pessoas, espero que tenham gostado e se interessado pelo livro. 

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Lugares Incríveis

Olá pessoas agradáveis, tudo bom com vocês?

Bom, vou fazer um post diferente dos outros, queria fazer esse tipo de post a algum tempo já, porém não estava conseguindo consolidar ele, sempre estava faltando algo, mas agora acredito que está bem bacana. Entretanto, minha ideia para este post é fazer vocês conhecerem a historia desses lugares e se interessarem. Espero que seja um post interessante para se ler :D

Lugares incríveis, o que passou por minha cabeça enquanto pensava neste post? livros! sim livros!

Sempre gostei de livros de aventuras e fantasias, mas sempre ficava me perguntando se aqueles lugares "fantásticos e surpreendentes" existiam. Descobri que sim, alguns desses maravilhosos lugares existem, e vou falar um pouco deles para vocês. 




Descobri esses dois lugares, a Biblioteca de Alexandria e o Vulcão Vesúvio através do livro: O Contador de Historias e outras historias da Matemática: A Profecia.
Já que eu era péssima em matemática (continuo) eu lia bastante livros assim, e acabei descobrindo esse livro que me deixou encantada com essas descobertas.

   
Biblioteca de Alexandria 
Durante muitos séculos, a Biblioteca de Alexandria foi uma das maiores e mais importantes bibliotecas do Planeta. Este valoroso centro do conhecimento estava localizado na cidade de Alexandria, ao norte do Egito, bem nas margens do MediterrâneoDurante sete séculos esta Biblioteca abrigou o maior patrimônio cultural e científico de toda a Antiguidade. Ela não apenas continha um imenso acervo de papiros e livros, mas também incentivava o espírito investigativo de cientistas e literatos, transmitindo à Humanidade uma herança cultural incalculável. Sua devastação foi realizada gradualmente, até ela ser definitivamente consumida pelo fogo em um incêndio de origem acidental. Foi edificada recentemente uma nova Biblioteca, inaugurada em 2003 nos arredores da sua antecessora. Ela também tem a ambição de se tornar um dos maiores e mais importantes pólos culturais dos nossos tempos. 

( a nova Biblioteca de Alexandria) 

O Vulcão Vesúvio
(imagem do youtube) 
Vesúvio é um estratovulcão(um vulcão que é feito de várias camadas de lava, cinzas e partículas de rocha) localizado no golfo de NápolesItália. É o único vulcão na Europa continental a ter entrado em erupção nos últimos cem anos, embora atualmente esteja adormecido. 
O Vesúvio é mais conhecido pela erupção em 79 d.C., que resultou na destruição das cidades de Pompeia e Herculano. Ambas jamais foram reconstruídas, apesar de habitantes sobreviventes e saqueadores ocasionais terem realizado diversos despojos nos escombros. A localização das cidades foi eventualmente esquecida, até serem acidentalmente redescobertas no final do século XVIII.
Segundo alguns relatos, o vulcão vesúvio estava inativo há  uns 800 anos, assim os moradores se esqueceram que aquela montanha guardava uma bomba relógio prestes a explodir, ainda segundo relatos, algumas pessoas acreditavam que a montanha era um "Deus", pois fazia alguns barulhos as vezes. 
 Vesúvio também é conhecida como a "Cidade Petrificada", isso porque a chuva de cinza fina que cobriu o local aderiu às formas dos corpos e roupas das vítimas, preservando o momento em que morreram. (Não sei se vai ajudar muito, mas a metade dos habitantes morreram por asfixia)
Atualmente, Pompeia, virou um ponto turístico muito popular entre as pessoas apaixonadas por historia (como eu <3) 
Vou deixar um link para saber mais sobre essa historia, e se quiser visitar um dia (como eu) essa moça da dicas de como aproveitar o passeio ;-) SÓ CLICAR AQUI 
Irei indicar também um filme lançado em 2014 chamado: Pompéia. (em outro post comento sobre ele)
(pessoa petrificada devido as cinzas do vulcão)

A Cidade Perdida de Atlântida 
(possível imagem de Atlântida)   
Conheci essa incrível historia através do meu escritor favorito, Júlio Verne <3 
Enquanto lia 20.000 Mil léguas Submarinas e Viagem ao Centro da Terra, acabei ficando muito interessada por essa cidade fantástica, que divide muitas opiniões se existe ou não existe.

Atlântida é uma lendária ilha ou continente cuja primeira menção conhecida remonta a Platão em suas obras "Timeu ou a Natureza" e "Crítias ou a Atlântida".
Nos contos de Platão, Atlântida era uma potência naval que conquistou muitas partes da Europa Ocidental e África 9000 anos antes da era de Solon. Após uma tentativa fracassada de invadir Atenas, Atlântida afundou no oceano "em um único dia e noite de infortúnio".
A possível existência de Atlântida foi discutida ativamente por toda a antiguidade clássica, mas é normalmente rejeitada e ocasionalmente parodiada por autores atuais. Embora pouco conhecida durante a Idade Média, a história da Atlântida foi redescoberta pelos humanistas na Idade Moderna. Atlântida tornou-se uma referência para todas e quaisquer suposições sobre avançadas civilizações pré-históricas perdidas.
Segundo alguns cientistas, Atlântida ou partes dela teria sido encontradas na costa de Cuba. Esfinges e piramides teriam sido encontradas nos limites do oceano do Triangulo das Bermudas (outro lugar que me fascina) 

Bom, esses são os lugares incríveis que despertam o meu mais profundo interesse. Espero que tenha despertado o interesse de vocês também! 


sábado, 16 de julho de 2016

Leitura da Semana - Fênix: A Ilha

Ola leitores, tudo bem com vocês?

Geralmente não gosto de ferias porque são tediosas, não viajo e muito menos saio de casa rsrs
então o único jeito é colocar a leitura em dia que não consigo atualizar durante as aulas.
   Terminei a alguns dias Guerra Civil, ótimo livro. Agora irei iniciar Fênix a Ilha que comprei a alguns meses.

Titulo: Fênix: A Ilha

Autor: John Dixon

Editora: Novo Conceito

Ano: 2014

Sinopse: Sem telefone. Sem sms. Sem e-mail. Sem TV. Sem internet. Sem saída. Bem-vindo a Fênix: A Ilha. Na teoria, ela é um campo de treinamento para adolescentes problemáticos. Porém, os segredos da ilha e sua floresta são tão vastos quanto mortais. Carl Freeman sempre defendeu os excluídos e sempre enfrentou, com boa vontade, os valentões. Mas o que acontece quando você é o excluído e o poder está com aqueles que são perversos?


Me interessei pelo livro por causa da capa, achei bem chamativa e me lembrou bastante o livro Maze Runner justamente por se passar em uma ilha com adolescentes. Pretendo ler em uma semana por conta do desafio que estou participando do blog Uma dose para o meu dia. Participem também, é um ótimo desafio. 

   

domingo, 26 de junho de 2016

Extraordinário Ganha Data de Estreia

Ótima notícia para os fãs do best-seller Extraordinário, o filme já tem data de lançamento confirmada!



Depois da divulgação dos super atores, Julia Roberts e Jacob Tremblay, para interpretar Auggie Pullman e sua mãe Isabel Pullmana Lionsgate, produtora do filme, confirmou a revista variety que o longa deve chegar aos cinemas em 7 de abril de 2017. Ainda não se sabe a data de estreia no brasil, mas não deve ser muito longe dessa data. 

Julia Roberts e Jacob Tremblay



quarta-feira, 8 de junho de 2016

Mulher Negra




”Mulher negra não se acostume com termo depreciativo, 

Não é melhor ter cabelo liso, nariz fino; 
Nossos traços faciais são como letras de um documento, 
Que mantém vivo o maior crime de todos os tempos; 
Fique de pé pelos que no mar foram jogados,
Pelos corpos que nos pelourinhos foram descarnados.
Não deixe que te façam pensar que o nosso papel na pátria
É atrair gringo turista interpretando mulata;” 

Yzalú - Mulheres Negras